26 de dezembro de 2016

Uma questão de direitos....!!!!

Infelizmente há "coisas" e atitudes vulgares que nós incomodam de sobremaneira...
Gostamos do nosso cantinho... Onde nós sentimos bem... E donde não incomodamos viva alma!!!!
Vivemos a nossa maneira, da maneira que gostamos...

Isto tudo para dizer aos que utilizam os nossos escritos e fotos (retiradas na sua maioria) que vivam a vossa vida e nós deixem tranquilamente viver a nossa ...

Apetece-nos usar daquelas palavras grosseiras ... Enfim... 



31 de agosto de 2013

Sexo, Paixão ou Amor!!!

A maioria das vezes questionamo-nos sobre as difereças entre sexo, paixão e amor. Há quem insista em separar porque acham que não se deve nem pode mistrar instinto e algo mais profundo. Pessoalmente achamos que ninguém consegue perceber bem onde estamos ou quais as opções. Ficamos absorvidos de tal forma que sabemos lá se é sexo, paixão ou amor. Aliás sendo paixão ou amor o sexo está sempre colado às duas "opções".
Será sempre uma discussão com milhares de opiniões contrárias ou favoráveis e não chegamos a conclusão alguma.
A paixão e o amor são natos ao ser humano, tal qual o sexo é um instinto primitivo e nos acompanha desde que aparecemos sobre a face da Terra. A paixão e o amor são encontrados na Antiguidade, nos relatos mais primordiais da Humanidade e na atualidade se transformou num fenômeno de vendas e comércio. Está no cinema, na literatura, no dia a dia, movendo multidões e ajudando à criação de fantasias.
Paixão e Amor são instintos no seu estado mais puro, seja entre as quatro paredes ou sob a luz do sol, são carregados e fomentada pelos medos, pelo desconhecido, pela passionalidade, pelo moral e imoral. São instinto do arquétipo, que aparece e é incapaz de conhecer limites, as vezes não diferencia o feio do bonito e para satisfazê-lo, tudo pode, se for um instinto descontrolado, mais ainda. 
A paixão e o amor são assim, totalmente sem medidas, descontrolada, destemperada, as vezes absolutamente uma perda de tempo. Paixão e amor é a atração, é o que envolve o sexo.
Fossemos animais (e às vezes somos), faríamos sexo apenas para procriar, como qualquer outro ser do reino animal. A paixão e amor é a humanização do sexo e dá-lhe, sabor, tato, olfato e a visão, mas mesmo assim é capaz de cegar e ensurdecer. A paixão e amor são a excitação domesticada. 
Admitam que  a paixão desperta aquela excitação e a fantasia é inevitável...

O ser humano não faz sexo por sexo, como outro animal qualquer (temos as nossas dúvidas, alguns sim), mas mesmo numa orgia, ele escolhe com quem vai fazer sexo, pode fazê-lo com outros, mas o sexo mais satisfatório será com o seu companheiro.
Paixão é extremamente sexual, avassaladora, arrebatadora, é o nosso poder de tornar o sexo mais humano. 
Paixão não pode ser confundida com amor! 
São "estágios" diferentes.

Nós gostamos é de "amigos com beneficios" ... onde o sexo é o que importa e onde não paixão não entra mas onde o envolvimento de todos não se fica só pelo sexo... se é que é possível explicar /entender!!!!

O Click ... inicial



Muitas vezes não sabemos como quebrar o gelo ou quem está afim de quem. Um desbloqueador deste tipo de momentos são os jogos eróticos. No fundo todos usamos e podem ser das formas mais variadas.

Este tipo de jogos podem incluir sedução, charme, sentido de humor, atrevimento, ousadia, sensualidade, enfim tudo aquilo que acharmos por bem explorar num determinado momento.

Este jogos recorda-nos uma noite especialmente deliciosa...

Jogo Castelo do Prazer



Talvez o melhor jogo erótico alguma vez criado em Portugal, agora completamente renovado na sua nova edição. Seja o cavaleiro que submete a sua donzela a todos os seus caprichos. Seja a donzela e quebre o feitiço que a condena à eterna escravatura!
Este jogo é perfeito tanto para ser jogado a 2 como com mais jogadores.
Existem vários níveis de jogo desde o mais soft ao mais hard.
Garantimos um serão muito bem passado cheio de erotismo e sedução!


Lembram-se daquela noite?  ;-)

sem posts...

Por razões pessoais, profissionais e outras mais... andamos ausentes de publicações... prometemos retomar... a escrita e a fotografia...

Rabos giros e saudáveis !!! mmmmmmm

Li este artigo há uns tempos
"De acordo com um estudo elaborado pela Universidade de Oxford, afirma que as mulheres que tem mais gordura na parte do rabo e nas coxas estão mais protegidas contra doenças. Um dos responsáveis pela pesquisa afirma que, a gordura é importante para a saúde mas ainda não se sabia exatamente como.
A gordura armazenada no rabo e nas coxas ajuda a reduzir a percentagem de risco de diabetes e de doenças cardíacas, o que não acontece quando a gordura está situada na barriga. “Só o facto de ser mulher e ter hormonas femininas já ajuda a proteger contra doenças cardiovasculares”, afirma Manolopoulos, um dos pesquisadores. A distribuição de gordura varia bastante entre homens e mulheres, as mulher tem mais probabilidades de ter uma gordura saudável na parte inferior do corpo, enquanto os homens tendem a acumular gordura na barriga. Quando as mulheres entram na menopausa, as hormonas modificam, fazendo que acumulem mais gordura na barriga, aumentando assim, o risco de doenças cardiovasculares."

Agradeço ao meu rabo a minha "boa saúde"   ;-)

Mais velho...!!! Pensamentos!!!

Não me apetece trocar os meus amigos surpreendentes, a minha vida maravilhosa, a minha família por menos cabelos brancos ou por um corpo mais jovem.  Enquanto fui envelhecendo, tornei-me mais amável para mim, e menos crítico de mim mesmo. 
Eu tornei-me o meu melhor amigo …
Já não me censuro pelos abusos na comida (raros), por deixar coisas por fazer (que bom!!!), por comprar algo que nem  precisava (pareço mulher), como uma escultura maluca ou gadget que fica parado em cima da secretária.  Ganhei o direito de ser desarrumado, de ser extravagante, de fazer o que me dá na real gana.
Vi muitos amigos deixarem este mundo cedo demais, antes de compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento.
Quem me vai censurar se resolvo ficar a ler ou a jogar no computador até as quatro da manhã ou não fazer nada um dia inteiro? 
Gosto de ouvir os sucessos maravilhosos dos anos 80; 90, mas se, ao mesmo tempo, sentir desejo de cantar ou chorar...  vou fazê-lo e nem ligar para quem vai olhar.
Vou andar na praia e mergulhar nas ondas com abandono, se eu quiser.

Eu sei que eu sou às vezes esquecido.  Mas há mais, algumas coisas na vida que devem ser esquecidas. Eu me recordo das coisas importantes.
Ao longo dos anos o meu coração foi destroçado algumas vezes. Quando se perde um ente querido, ou quando uma criança sofre, ou quando magoamos ou somos magoados por alguém os "destroços", mais ou menos prolongados marcam. Mas corações destroçados são os que nos dão força, compreensão e compaixão.  Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser imperfeito.
Muitos nunca riram, muitos morreram antes de seus cabelos virarem prata - os meus caminham devagar para isso...
Conforme se envelhece, é mais fácil ser positivo. 
Preocupa-nos menos o que os outros pensam.  Eu nem questiono.
Já ganhei o direito de estar errado. 
Gosto da pessoa que me tornei. 
Eu sei não vou viver para sempre, mas enquanto eu ainda aqui estou, não vou perder tempo lamentando o que poderia ter sido, ou me preocupar com o que será.
Acima de tudo... tornei-me no meu melhor amigo...  e os meus amigos valem ouro !!!!

27 de fevereiro de 2013

Gerês, no SPA de montanha


Um fim de semana de sol invernal (como ouvi há uns dias, de manifesto "calor soviético") resolvemos aproveitar para visitar a belissima Peneda-Gerês.
Entre o hotel, o SPA e as serranas paisagens descobrimos certamente o paraíso do descanso, pelo menos nesta altura do ano. 
Comida apetitosa... 
Uma massagem... 
Um disfrutar de uma "vazia" piscina... 
Uma caminhada...
Umas paisagens deslumbrantes...

Otimos locais para fotografia. 

Sem duvida a regressar!!!

Vila Praia de Âncora

Mais uma escapada (em Outubro) e mais uma vez para norte... (sempre chegamos mais depressa ao destino). 
Desta vez... Vila Praia de Âncora... dias de sol... verão tardio... mais a pedir o calor do aconchego. Hotel tranquilo, povoado por espanhois, comida bem confecionada, em resumo um local aprazível. 
Praias ventosas e desertas. Mar revolto. Bonitas imagens.
Mais um neste Portugal cheio de coisas boas. De gentes afavéis e descobertas sempre fantásticas.

Numa das noites, um concerto surpreendente num local absolutamente fantástico (faz-nos lembrar o Palau de la Musica Catalana) e a "re"descoberta   de que as pessoas são uma verdadeira caixinha de surpresas (o que nos delicia)!!!

O regresso a casa faz-nos sempre pensar que crescemos todos os dias e que todas as vivências nos fazem perspectivar tudo de outra forma e que essas as vivências são de facto o "sal da vida"!!

Ménage

Ménage à trois ou popularmente "ménage", é uma expressão francesa que significa originalmente um domicílio ou lar habitado por três pessoas envolvidas em um único relacionamento, em vez de um casal, ou seja, literalmente é "moradia a três".
Adotou-se a sua utilização para marcar ou rotular (lá voltamos aos rótulos ... não são do nosso agrado mas... ) os relacionamentos sexuais entre três pessoas, com as seguintes distribuições:
MFM : Dois homens e uma mulher, os homens não praticam atos sexuais entre eles.
FMF : Duas mulheres e um homem, as mulheres não praticam ato sexual entre elas.
MMF : Dois homens e uma mulher, com pratica sexual entre todos os envolvidos.
FFM : Duas mulheres e um homem, com pratica sexual entre todos os envolvidos.
MMM - Três homens, pratica sexual entre os envolvidos, tanto de maneira ativa ou passiva.
FFF - Três mulheres, pratica sexual entre as envolvidas, tanto de maneira ativa ou passiva.
 O ménage à trois, faz /fez desde sempre parte das fantasias sexuais de uma grande parte da população, seja estes homens, mulheres ou casais.
Quando se fala em ménage, principalmente se envolver duas mulheres na relação, a fantasia desperta na grande maioria dos homens, um desejo intenso.
Por outro lado, as mulheres procuram nesta experiência, uma forma diferenciada de prazer, mas como realização de fantasia e não como prova da sua "competência" sexual. Para elas não há diferenciação se o relacionamento a três é hetero, bi ou homossexual, a realização pessoal, sexual e psicológica, é e será sempre o mais importante.
Quanto aos casais, estes procuram neste tipo de relacionamento, uma nova expectativa para o casamento e veem nisso, uma oportunidade para apimentá-lo, quebrando barreiras ou tabus, criando uma partilha do prazer com uma terceira pessoa, apenas no aspecto sexual. 
No entanto achamos que este tipo de relacionamento (a três ... ) devem ser vividas por quem possui um claro equilíbrio psicológico ou poderá originar resultados desagradáveis.
O ménage, como qualquer outra prática sexual necessita que haja uma clara vontade das partes envolvidas. Contudo muitas vezes aquilo que achamos que queremos, nem sempre é exatamente o que queremos.
Feito por pessoas equilibradas e que sabem exatamente aquilo que querem, o ato é delicioso e o momento inesquecível.

"Velhos" AMIGOS...

A expressão "velhos amigos" acho que se aplica não à idade propriamente dita mas ao sentimento que nutrimos por pessoas com quem mesmo não convivendo amiúde estão e estarão presentes na nossa vida e mente e principalmente no nosso coração (bem... alguns "limitadissimos" tem outro "locais" onde também "adoram" estar!!!! :D !!!
 E é sentimento que nos faz ter saudades e gostar de estar... seja uma vez por ano, várias vezes seguidas ou seja apenas quando a saudade aperta e se torna obrigatorio um telefonema, uma messagem, simplesmente para saber se tudo está bem... e sim... Esses são os NOSSOS AMIGOS!!! e esses estão sempre presentes!!!

... sem posts...

Apesar da longa ausência... não nos esquecemos desta "nossa" página... os posts... e as fotos... estão para sair ...

21 de outubro de 2012

Posições = Prazer!!!

Adivinhem as nossas favoritas e as que ainda não experimentámos...


 

Agachamento
Agachada sobre o corpo dele, faz movimentos ritmados para frente e para trás. Ele deve estar deitado e sustentando-a com as mãos. Nessa posição, ela tem controle sobre o ritmo e a intensidade.

 


 

De costas sentada
De costas, ela senta sobre o corpo dele e desliza provocantemente para frente e para trás, estimulando o seu membro. É o melhor de dois mundos: a mulher pode controlar a intensidade e o ritmo da penetração e, ao mesmo tempo, se estimular com as mãos.

 
Dominando
Ela assume o controle da situação e cavalga o parceiro, controlando o ritmo e a profundidade da penetração. Ao ficar por cima, o clitóris é estimulado pelo contato com o corpo dele.

 

 
Encaixada de lado
Com ele deitado, ela senta de ladinho envolvendo o pênis. É uma variação que também permite que a mulher tenha controle sobre a intensidade e o ritmo do sexo, além de deixar as mãos de ambos livres para carícias no clitóris.


20 de outubro de 2012

Mmmmmmm.... é bom!!!!!

Certas mulheres parecem não saber o que é a masturbação, fingem ou sei lá eu bem. Porquê? Será ainda neste século XXI... tabú?
Cá para mim não é porque não o façam. É "apenas" porque não confessam que o fazem. Quando se aborda o assunto desviam atenções, coram, calam-se, inventam desculpas para não tocar (lol, bela escolha de palavra) no assunto.
 
Acho também que alguns homens não gostam lá muito de ter uma mulher a masturbar-se mesmo ali ao lado. Enfim... um "pré conceito" visto que todos sabemos que os absolutamente deliciosos pénis (falo por mim) não são a fonte exclusiva de prazer para as mulheres. A estimulação é sempre uma deliciosa forma de complementar uma boa... q... .
E na hora do sexo solitário, não há que pensar duas vezes... é gozar (muitos orgasmos), estimulando como o que dá mais prazer.
 
Diria até que a masturbação é uma fonte regular de prazer nas mulheres e que os brinquedos podem e devem ajudar à estimulação e ao prazer. E há tantos brinquedos e outras formas de obter esse prazer!!
E como é bom ver uma mulher masturbar-se... sozinha ou com ajuda...
 
E a hora da mastubação também serve para fantasiar, sejam as fantasias inconfessáveis... ou partilhadas... mmmmmmmmmmm  oooooooooooooooohhhhhhhhhhhhh sssssssssssssssssssiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiimmmmmm

A Arte de Despir... a ...


É fundamental saber despir uma mulher, e tirar a tanguinha a uma mulher é algo que deve ser encarado como uma... arte...
 
As mulheres gostam de ser despidas com calma, por isso esperam que se gaste um pouco mais de tempo nesta tarefa, tirando peça por peça, que se deliciem com a perfeição das nossas formas, se pasmem com a beleza das nossas maminhas, e só depois, se dediquem a tirar a tanguinha que os levará ao pote de mel.
Nenhuma mulher gosta de ser tratada como se a tanguinha fosse igual à tampinha de uma garrafa de cerveja!!!
 
Por isso, há que reparar na tanguinha, elogiar a escolha. Ir escolher connosco. Surpreender-nos...

E é bom saber que não gostamos muito esta coisa de, digamos, homens mais impulsivos, as rasgarem-nas pelas laterais. Pode funcionar bem nos filmes, mas são poucas as que gostam de ver seus mimos e rendinhas estragadas.
Experimentem despir-nos devagar, deixando apenas a tanguinha. Gastem tempo nos preliminares. E quando ficarmos animadinhas, segurem-nos pelos ancas com firmeza, enfiem os polegares sob os elásticos laterias e...
... esperam mais um pouco... brinquem... façam a expectativa crescer... enfiem as mãos por baixo do tecido, no rabinho, e acariciem-no bem ao de leve, saboreando a delícia que é o contato com a nossa pele arrepiada!!
Depois, retirem as mãos bem de leve, segurem as laterais e vão descendo bem devagar.
Aí, em vez de puxar a calcinha de uma vez, acompanhem a descida com muitos beijos e lambidelas.
Claro que nestas alturas vamos estar loucas por sexo oral!! Quando encostarem a língua vamos desmanchar-nos todas!! Vamos tremer mais que a gelatina!!!

Mas a melhor maneira de tirar uma tanguinha e ainda ficar maluco com a cena é deitarem-nos de bruços, em cima da cama, puxarem-nos pelas ancas até deixarem o nosso rabinho bem arrebitado, lá nas nuvens. Depois, é só ir tirando, deixando enrolar nas coxas, lambendo o rabinho, as coxas...
De bruços, com o rabinho arrebitado e ainda por cima levando lambidelas e carícias, qual é a mulher não vai revirar os olhos?
 
Bem, existem várias maneiras de nos tirarem a tanguinha, mas é preciso que exista a satisfação, o desejo estampado nos olhos, na base do "eu vou-te dar umas trincas!!!"
 
!!Have fun!!

8 de outubro de 2012

Comida ... Restaurantes de "X" a "Y"

É tudo naturalmente uma questão de gosto, de paladar ou ainda de carteira.
Deixemos no entanto, o factor monetário fora desta equação.
Reforçando tratar-se de uma opinião exclusivamente e meramente pessoal (o mesmo, seguindo o mesmos princípios, se aplica ao nosso gosto pelos vinhos, independentemente do nome /fama de que o ditos cujos usufruem no respecitvo mercado ou nos nossos amigos) a comida é para nós um momento de "prazer" e igualmente de eventual crítica à fraca qualidade que nos é muitas vezes "impingida" em restaurantes de topo, gourmet ou pseudo dignos de estrelas michelin.
Somos pela qualidade em detrimento da apresentação cuidada, naturalmente importante mas em alguns casos, de total irrelevância face ao conteúdo. Não somos especialistas de culinária mas somos manifestamente bons conhecedores de muitos locais neste belo país onde é absoluto prazer desgustar qualquer prato.
No entanto, muitas vezes ficamos desiludidos naqueles locais que tão bem referenciados vêm nos diferentes guias.
Talvez por não sermos experts mas talvez por sermos "esquisitos" preferimos tudo o que de bom em termos culinários este país nos oferece mas, e perdoem-nos alguns chefs, às vezes é preferível uma simples e suculenta bifana,  enaltecida ainda recentemente pela "Lonely Planet", que já tinha considerado  iguarias o pastel de belém, bacalhau, o pexie grelhado ou o cozido à portuguesa.
Somos e nada tem nada a ver com sentimentalismos, pratriotismos ou pelo momento actual do país, pelo aproveitamento das nossas raízes, da riquissima e variadissima cultura culinária e pelo elevar dessa mesma cultura que não necessita de se mesclar com quaisquer outras para provar (bela escolha de palavras lol) que é única e que dela se devia fazer uma bandeira e aproveitar para dar a conhecer a verdadeira dimensão do que somos e do que temos, seja ao português seja a estrangeiro.
Um dia, esperamos nós, talvez o façamos nós mesmos ou mais hão-de pensar como nós.

Até lá... vamos criando o nosso próprio guia e ..."degustando-nos"